Publicado em 30/10/2017 - 15:31

Niterói, uma cidade que exerce a democracia



O município de Niterói foi o primeiro do Brasil a realizar um plebiscito sobre o armamento ou não de sua guarda-municipal. Essa consulta aconteceu porque o prefeito da cidade de “Nikiti” desejava armar os guardas-municipais para que pudessem auxiliar a PM no patrulhamento da região.

O resultado foi desfavorável ao armamento, mas o que chama a atenção foi o fato de uma decisão do ptefeito de fazer ou não, ser consultada previamente para que a população pudesse opinar sobre o caso.

O resultado foi contrário ao desejo do prefeito e mesmo assim ele afirmou que acatará a decisão dos moradores que foram às urnas.

A atitude louvável do chefe do executivo que poderia ser reproduzido por todos os prefeitos e legisladores do país antes que tomarem decisões que muitas vezes não são relevantes para a maioria.

O xis da questão

Mesmo que a população tenha os colocado no cargo para representar a maioria, nem sempre, ou melhor, quase nunca as decisões tomadas pelos prefeitos, governadores , vereadores, deputados e senadores correspondem às necessidades e desejos desse povo.

O ser humano é mutável de corpo e, principalmente, de pensamento, por isso seria ideal que a cada dois anos os municípios perguntarem a população o que deveria ser feito em sua cidade. Inclusive, se os próprios eleitos devem continuar o mandato ou não.

Faça um comentário sobre a questão do armamento das guardas-municipais e sobre a consulta da população sobre projetos de leis polêmicos.

Comente